26 MAI NO ESCURO DO CINEMA DESCALÇO OS SAPATOS, DE CLÁUDIA VAREJÃO
40.º ANIVERSÁRIO DA COMPANHIA NACIONAL DE BAILADO
A realizadora Cláudia Varejão e a sua assistente de som Adriana Bolito acompanharam a CNB durante doze meses, recolhendo as imagens que fazem parte do documentário que agora se apresenta. Agachadas, invisíveis num canto escuro do palco, dos estúdios ou dos camarins, de certeza que nos apanharam a todos descalços, fosse no nosso quotidiano simples e rotineiro dos ensaios ou no mais emocional e frágil dos espetáculos. Dançar, mais do que uma profissão, é um modo de vida e o título do filme, um poema de Adília Lopes, gentilmente cedido pela autora, remete-nos para a vulnerabilidade dessas vidas. Será destas imagens, guiadas por artistas e por todos que trabalham com a CNB que, seguramente, também rezará a história das quase quatro décadas da Companhia.
Luísa Taveira

Um filme de Cláudia Varejão
Fotografia e realização: Cláudia Varejão
Som: Adriana Bolito
Montagem: Cláudia Varejão e Francisco Moreira
Assistente de montagem: Maria Maranha
Montagem e misturas de som: Hugo Leitão
Correcção de cor: Paulo Américo
Produtor: João Matos
Coordenação de produção: Cláudia Varejão, Celeste Alves e Bárbara Valentina
Coordenação de pós-produção: Marta Lemos
Direcção financeira: Susana Nobre
Distribuição: Pedro Peralta
Contabilidade: Mariana Vasco

Uma encomenda da Companhia Nacional de Bailado com produção Terratreme
No escuro/ do cinema/ descalço/ os sapatos – título do filme é um poema de Adília Lopes.
Adília Lopes, in Versos verdes,1999. Dobra – Poesia Reunida 1983-2014
Vários Espaços
AUDITÓRIO DO MUSEU DE PORTIMÃO
26 Maio, 14h00 (Escolas) e 21h30 (Público geral)
1h45 | M/6
Entrada gratuita mediante levantamento prévio no MUSEU ou no TEMPO.


© 2017 Todos os direitos reservados » TEMPO – Teatro Municipal de Portimão | Design » 1000olhos | Implementação » Wirelessbrand