BANNER_VIVA_940x417px_100-Anos---Sophia-de-Mello-Breyner-Andressen_TEMPO_255I-19.jpg
ElementoTempoAzul1

31OUT e 08/09 NOV  /  CEM ANOS DE SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN

O TEMPO – Teatro Municipal de Portimão propõe dois espetáculos vivos e diversos, ambiciosos e atualizados, que refletem todas as faces do rosto ao mesmo tempo uno e múltiplo de Sophia.


A obra de Sophia de Mello Breyner Andresen (1919 - 2004), que tem na poesia o centro à volta do qual tudo se move, é uma das mais importantes da cultura portuguesa. Também a sua vida livre, fundada na ética e na coragem, é referência, motivação e permanência.
No centenário do seu nascimento, comemorar Sophia é lembrá-la em comum, celebrando essa profunda e desassombrada exaltação da vida, essa aguda e universal consciência do mundo de que a sua poesia dá testemunho para sempre.
O TEMPO – Teatro Municipal de Portimão propõe dois espetáculos vivos e diversos, ambiciosos e atualizados, que refletem todas as faces do rosto ao mesmo tempo uno e múltiplo de Sophia.

O primeiro espetáculo, “O Mundo de Sophia”, pela Lisbon Poetry Orchestra, acontecerá em 31 de outubro, com uma sessão às 16h00 para alunos do ensino secundário e professores das escolas da cidade, com inscrições prévias, e outra às 21h30 para o público em geral, com ingressos no valor de 5€.
Neste espetáculo, com a chancela da Comissão das Comemorações do Centenário de Sophia de Mello Breyner Andresen, os poemas que a Lisbon Poetry Orchestra selecionou atravessam diferentes fases da vida da autora, fazendo parte de uma narrativa que engloba também excertos de entrevistas e textos sobre a obra.
Há um fio condutor que parte dos acontecimentos mais marcantes da sua vida e que, de uma forma cronológica estruturam todo o concerto: Infância e Juventude, a vinda para Lisboa; O Mar; As Viagens: Grécia e Brasil; A luta contra a ditadura e a Revolução de Abril.
Trata-se de um espetáculo multimídia que usa a imagem como complemento da palavra dita e da música, e que, num formato próximo do “poema/canção” conduzirão o público ao imaginário único de Sophia.
Integram a Lisbon Poety Orchestra, nas vozes: Nuno Miguel Guedes, Miguel Borges, André Gago e Paula Cortes; e os músicos: Filipe Valentim (teclados), Sérgio Costa (guitarra elétrica), Luís Bastos (saxofone, clarinete e guitarra acústica) e Alexandre Cortes (baixo elétrico).
O segundo espetáculo “Para lá do Mar de Sophia”, pela companhia de dança contemporânea Quorum Ballet, acontecerá em 8 de novembro, com sessões às 10h00 e às 14h00 para alunos e professores do 2.º CEB (5.º ano), com inscrições prévias, e em 9 de novembro, pelas 16h00, para famílias e público em geral, com ingressos no valor de 5€.
Neste espetáculo, com coreografia de Daniel Cardoso, a mais internacional das companhias portuguesas de dança contemporânea inspira-se em quatro histórias nascidas da memória e escritas a tinta de liberdade: Oriana e o Rapaz de Bronze. Cavaleiro e o Mar. Todas tendo em comum uma letra apenas: S de Sophia. S de Saudade.
Uma viagem dançada para os mais pequenos, mas também para os pais e famílias, pelas memórias de Sophia de Mello Breyner Andresen, onde as palavras ganham vida numa coreografia de magia e simplicidade.

Os bilhetes estão à venda online em tempo.bol.pt, na bilheteira do TEMPO, que está aberta de terça a sábado entre as 13h00 e as 17h30 e nas noites do espetáculo até ao seu início e ainda nos locais habituais aderentes da BOL, nomeadamente FNAC, Worten, CTT, Pousadas da Juventude, El Corte Inglês, Lojas Note! e Rede Serveasy.
Mais informações em www.teatromunicipaldeportimao.pt ou através dos contactos da bilheteira: 282 402 475 / 961 579 917

@ 2017 Todos os direitos reservados > TEMPO -Teatro Municipal de Portimão > Ficha técnica